domingo, 11 de setembro de 2011

Sistema semi-hidropônico de morangos é alternativa para produtores

Cultivada em substrato, livre de contaminações, uma 

muda pode ser utilizada por até dois a três anos.



Durante 32 anos, o agricultor Léo Thums, de Feliz (RS), cultivou 
morango no solo. Mas a partir do ano que vem, ele pretende a
bandonar definitivamente o cultivo convencional. O motivo 
é o sistema semi-hidropônico de produção de morangos,
 que começou a ser utilizado pelo produtor há três anos.
 Neste sistema, desenvolvido pela Embrapa, as plantas 
se desenvolvem em sacos com substrato constituído de 
casca de arroz e outros materiais orgânicos, em bancadas 
com cerca de 80 centímetros de altura. A adubação é feita com fertirrigação
. O agrônomo da Emater/RS-Ascar, Luciano Ilha, explica que enquanto no 
chão geralmente são plantadas cinco mudas por metro quadrado, nas sacolas 
são utilizadas até 15 mudas por metro quadrado de estufa.

– A gente tem três vezes mais planta por área e sem perder produtividade por planta
 – destaca o agrônomo. De acordo com ele, o principal problema do cultivo no solo 
são as doenças do sistema radicular. Como as lavouras da região são bastante 
antigas, existe um elevado índice de mortalidade de plantas ao final do ciclo, 
nos meses de novembro e dezembro, o que, além de diminuir a 
produtividade, obriga os produtores a renovarem o plantio todos os anos.
– Isso acarreta um custo significativo, visto que a maior parte das mudas
 hoje são importadas e tem um custo de R$ 0,40 cada – esclarece. 
Cultivada em substrato, livre de contaminações, uma muda pode ser utilizada 
por até dois a três anos. Como a incidência de doenças é menor, também devido à circulação
de ar nas estufas, que não têm cortinas, os tratamentos com fungicidas e 
agrotóxicos têm uma redução de 70%. Os resultados são sentidos principalmente no bolso.
– Dá mais economia que no chão. Esse sistema eu recomendo, o produtor não 
pode pensar duas vezes – diz o agricultor. Para economizar e lucrar ainda mais, 
Thums já está produzindo as próprias mudas, através das estufas do ano anterior.
– Com isso, ele consegue obter uma muda bem cedo, às vezes plantada ainda em 
janeiro, e começa a colher já no início de abril, época em que ele começaria a ter 
acesso às mudas importadas – afirma Luciano.
Chegando antes no mercado, a fruta é mais valorizada. Esse morango do cedo 
entra num nicho de mercado que permite obter bons preços – declara. O agrônomo 
esclarece que o custo de implantação do cultivo de morango no sistema convencional
 ou no semi-hidropônico, para um produtor que estivesse iniciando na atividade, é
 praticamente igual, mas as vantagens possibilitadas pela semi-hidroponia, no 
médio prazo, compensam a opção pelo uso deste sistema. Além dos benefícios 
econômicos e em termos de sanidade e qualidade da fruta, os produtores também 
sentem no próprio corpo a diferença entre os plantios.
– A gente não aguenta trabalhar agachado no chão um dia inteiro, uma 
semana inteira. No cultivo semi-hidropônico a gente consegue colher em pé, fazendo 
o mesmo serviço bem mais rápido, e sem ter problema de dor nas costas, o que é 
uma grande diferença – conclui Thums.
Fonte : EMATER

12 comentários:

  1. Boa noite.
    Adorei o testemunho.Estou desempregado e com vontade em trabalhar na área da agricultura,particularmente na agricultura de estufa. Inicialmente estava focado na sistema hidropônico agora com esta nova alternativa semi hidropônica senti mais interesse, mais funcional, prético e mais rentável. Não tenho experiência em agricultura mas gosto muito. Apenas queria que me explicasse o que quer dizer com "mudas", "15 mudas por metro quadrado", como funciona o processo de rega e +rincipalmente onde posso comprar os sacos com substrato?
    Com os melhores cumprimentos,
    Sérgio Costa - Portugal

    ResponderExcluir
  2. Ola Sérgio, primeiramente, muito obrigado pro visitar nosso blog, quanto a sua pergunta, esse sistema como o da hidroponia convencional requer um bom conhecimento sobre nutrição de plantas uma vez que as mesmas irão ficar em contato com o substrato, onde será utilizado a fertirrigação, Na questão das 15 plantas por m2 são plantadas em linha como pode ser observado na foto a cima, como será feita uma fertirrigação a rega e adubação já será realizada em uma só operação, os sacos com substrato pode ser encontrado em qualquer loja de produtos agropecuários .

    ResponderExcluir
  3. Boa tarde amigo, somos de Umuarama parana e já produzimos morangos no metodo convencional; vi varios videos e reportagens sobre o morango semi-hidroponico e vou implantar.. porén tenho algumas duvidas sobre a fertirrigação.. na verdade sobre que componentes compoe o conjunto de nutrientes e suas porcentagens por litro.. e o tipo de substrato que pode ser usado.. , se vocês puderem me ajudar.. não vejo a hora de começar a produzi nesse metodo rsrsr.. gostei muito do blog.. muito obrigado.

    att Michael Willians - Umuarama PR.

    ResponderExcluir
  4. estou começando a produzir casca de arroz carbonizada,em cruz machado pr tenho interrese em vender...........42-99907483

    ResponderExcluir
  5. Olá meu caro que está vendendo casca de arroz carbonizada, caso você tenha um banner nos mande para o e-mail: agrosconect@gmail.com que colocaremos aqui no blog para divulgar seu produto. Grande abraço.

    ResponderExcluir
  6. Bom dia;

    Estou a iniciar a minha actividade na hidroponia, já tendo uma mini estufa projecto com um sistema NFT.. porém queria começar a plantar morangos, queria saber qual é o melhor sistema para produzir morangos, o NFT ou o semi hidroponico? Muito obrigado. abraço

    ResponderExcluir
  7. olá
    ótimo blog
    ja palnto morango no sistema convencional
    mas qro fazer uma hidroponia
    qual é o custo inicial?

    ResponderExcluir
  8. Bom dia eu estava a pensar em instalar 2000m2 de estufas para o cultivo do morango semi-hidroponia pensa que é rentável, qual será o custo de essa área pronta a funcionar. o terreno tem 6000m2, mas o problema é o investimento,obrigada e cumprimentos, Ines

    ResponderExcluir
  9. boa noite gostaria de saber o custo do sistema para uma estufa com medidas de 10x10 e quantas plantas consigo colocar nesse espaço.

    ResponderExcluir
  10. Bom dia e bom ano
    No sistema semi-hidropónico suspenso ou em bancada, qual a quantidade de
    nutrientes líquidos (gota a gota) por minuto ou hora, a dar às plantas?

    ResponderExcluir
  11. Olá, Para boas informações tem o site: http://www.infobibos.com/Artigos/2008_3/MorangoVertical/Index.htm

    Uma estufa de 10x10 possui uma area de 100m², logo em cultivo tradicional se pode plantar 4 ou 8 mudas por m². em sistema NFT se pode plantar mais de 12 por m².

    Logo 100m² planta 1.200 mudas! Sorte! =)

    ResponderExcluir
  12. Muito bom as informações, sou do Rs e tenho slab a venda e casca arroz carbonizada para quem quer produzir seu próprio substrato.

    ResponderExcluir